Uma década de pesquisas nas turfeiras da Serra do Espinhaço Meridional

Visualizações: 76

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59824/rmrh.v3i.222

Palavras-chave:

Turfeira, Organossolos, matéria orgânica do solo, reconstituição paleoambiental

Resumo

Há dez anos às turfeiras da Serra do Espinhaço Meridional vem sendo estudadas, especialmente pelos pesquisadores vinculados a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, em parceria com diversas instituições que em trabalhos interinstitucionais têm contribuído muito para o avanço no conhecimento sobre as turfeiras de montanhas tropicais, sobre a dinâmica da matéria orgânica e sobretudo na reconstituição paleoambiental da região da Serra do Espinhaço Meridional. Diante disso, essa revisão tem o objetivo de sintetizar um esboço dos trabalhos que já foram realizados nas turfeiras da Serra do Espinhaço Meridional ao longo da última década, os principais objetivos, resultados e conclusões de cada um deles, que podem subsidiar a discussão de resultados encontrados nas pesquisas a partir de então, para que seja possível dar continuidade a essas pesquisas tão importantes, conectando as informações já existentes com as que vierem a ser obtidas a partir de então. As pesquisas foram acontecendo de maneira a se complementarem, partindo de simples trabalhos de caracterização inicialmente até pesquisas mais aprofundadas atualmente. Não se pode deixar de ressaltar o que é preconizado nas conclusões de todos esses estudos sem exceção que é a importância de preservação das turfeiras para que elas possam continuar a cumprir seu papel no sistema prestando os serviços ambientais tão úteis aos seres humanos, a sociedade e ao ambiente. E apesar de todas essas pesquisas ainda existem mais perguntas que respostas acerca de tudo o que já foi descoberto a partir do estudo da matéria orgânica do solo das turfeiras e seus microfóssies guardados por milhares de anos, assim sendo essas pesquisas precisam continuar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thamyres Sabrina Gonçalves, Instituto Estadual de Florestas (IEF)

Geógrafa, Mestre em Ciência Florestal, Doutora em Produção Vegetal pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Monitora Ambiental no Instituto Estadual de Florestas (IEF). Docente na Especialização em Ensino de Geografia da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Alexandre Christófaro da Silva, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Agrônomo, Doutor em Agronomia pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Bolsista de Produtividade do CNPq. Coordenador do Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração nas Turfeiras da Serra do Espinhaço Meridional

Camila Rodrigues Costa, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Agrônoma. Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Produção Vegetal na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). 

Ingrid Horák Terra, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Engenheira Florestal. Doutora em Ciência do Solo. Professora do Instituto de Ciências Agrárias na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Uidemar Morais Barral, Universidade de Brasília (UnB)

Agrônomo. Doutor em Produção Vegetal. Professor da Universidade de Brasília (UnB).

Downloads

Publicado

2022-07-29

Como Citar

GONÇALVES, T. S.; SILVA, A. C. da; COSTA, C. R.; TERRA, I. H.; BARRAL, U. M. Uma década de pesquisas nas turfeiras da Serra do Espinhaço Meridional. Revista Mineira de Recursos Hídricos, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, 2022. DOI: 10.59824/rmrh.v3i.222. Disponível em: https://periodicos.meioambiente.mg.gov.br/NM/article/view/222. Acesso em: 1 mar. 2024.